Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…ques/romance-gotico-3 IV – FIM O despertar foi súbito. Súbito como nenhum despertar poderia ser. Não havia lembrança de sonho, como acontecera para ele, nem mesmo aquele vago torpor que há logo após o sono, mesmo para os que tem mais prontidão ao acordar. Era como se ela sempre tivesse estado ali, […]

 
Ler mais →