Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…uiz-hasse/andy-anna-7 CAPITULO 8 – Fim -Eu tava pensando em te deixar os movimentos dos braços… mas acho que vou partir tua coluna na nuca. Você conseguiu me irritar. -E eu vou engolir a língua, ou dar outro jeito. Se você quiser me parar, robô, vai ter que me fazer uma lobotomia […]

 
Ler mais →

Link do capitulo anterior – pulpstories.com.br/…uiz-hasse/andy-anna-6 CAPITULO 7  -Entendeu o que eu te falei? Você não precisa ter medo de mim. Eu vou te desamarrar mais uma vez… se tentar fugir ou me bater de novo, eu acho que vou ter que te quebrar a espinha. Só não fiz isso até agora porque seria mais difícil […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…uiz-hasse/andy-anna-5 CAPITULO 6 No instante em que eu matasse aquela menina, minha existência PERDERIA O SENTIDO – PARA SEMPRE! E eu gostava de viver. Gostava e ainda gosto. Pra caramba! Muito mais do que você imagina! Eu não sei o que poderia me acontecer, talvez eu simplesmente desligasse, ou me jogasse […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…uiz-hasse/andy-anna-4 CAPITULO 5 Eu tinha sido um idiota. E parece que ia pagar caro.” Anna era corajosa, e muito. Estava com medo, podia morrer, muito provavelmente morreria, mas não ia fazer a Travessia Final – como dizia seu pai, antes de fazer a sua – como uma ovelhinha. Aquele psicopata nojento, […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/contos/andy-anna-3 CAPITULO 4 Pra que eu bobeasse menos na hora da festa, eu tive também umas aulas de “socialização”. Freqüentei lojas, shopping centers, andei pelas ruas… fui numa festa ou duas. Cara! Como foi divertido! Como a vida poder ser boa! Quantas possiblidades ela oferece, diariamente, seu bando de trouxas! E […]

 
Ler mais →