Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…/dancando-nas-trevas-do-fim-ao-comeco-3 IV Toda história começa em algum lugar. A minha começa, se eu tiver que colocar um sinal, na saída de uma escola. Eu ainda estava de folga. Tinha mais uns dias antes de voltar as aulas. Andara doente. Longo tempo em hospitais e exames dolorosos. Tratamentos caros. Recuperava a saúde. […]

 
Ler mais →

Por Catarina – Capitulo 1   Eram quase dez horas da manhã, havia combinado um pouco depois desse horário em um café próximo ao porto. Gostava desse lugar, um ar sofisticado com vista para o lago arco íris. Casaria aqui se pudesse, mas Julian preferiu uma cerimônia no campo. Caminhava a passos curtos, relutava em […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…s/filha-do-vereador-2 CAPITULO III Uma Caravan branca e preta da polícia estava estacionada na porta da casa do agora desesperado vereador Teobaldo. Sua filha havia sido sequestrada já fazia cerca de 24 horas. La dentro o próprio vereador conversava com o inspetor da polícia, o Miro. Era um sujeito magrinho, de bigode, […]

 
Ler mais →

CAPITULO DOIS Agitei-me na cama sem dormir, mas num estado de torpor semiconsciente carregado de angústia. Finalmente me levantei convencido de que não conseguiria conciliar o sono, mas ao mesmo tempo dizendo a mim mesmo que estava numa casa moderna e confortável, pois a sensação era a de dormir num abrigo precário e mal protegido. […]

 
Ler mais →