Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…/conflagracao-tomo-2-5 VII – O fim   O Homem de Preto contemplo a sua obra.   Finalmente pronta. O seu templo. A sua casa de oração. De prazer. De negócios.   JEZEBEL!   O nome da boate. Escolhido de forma poética. Mas não seria uma casa de prostituição. Prostituição era coisa de […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…/conflagracao-tomo-2-4   VI – Dor O soco veio de surpresa. E a ameaça já teria bastado.   Pedro caiu de joelhos. Lágrimas de dor e humilhação escorreram de seus olhos. O desejo de fazer alguma coisa e a consciência da própria incapacidade de fazer.   – Já sabe. Se contar pra […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…/conflagracao-tomo-2-3 V – Reunião O velho veio pela floresta. Seus olhos fixos no fogo do acampamento. Estava tão feliz e leve que nem viu os inimigos se aproximarem.   Só que não eram inimigos.   O mais rápido e silencioso era o mais jovem, chegou portanto, por trás, e lhe prendeu […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…o/conflagracao-tomo-2 III – Dor O delegado contemplou o homem no escuro. A lâmpada queimara no saguão pouco tempo antes. E sentiu algo estranho Uma velha conhecida sensação. Não tema nada – dissera o chefe – Ele não pode. E na real, não quer. Então você dirá para ele te acompanhar e […]

 
Ler mais →

Link de todos os capítulo das primeira parte – pulpstories.com.br/category/conflagracao I – Desordem O patrão era um bom homem. Ou assim pensava ele, vendo-o beber com os empregados no bar. Naquele momento, ele dava uma gostosa gargalhada, que enchia o local do luz. Tirava do bolso uma nota que correspondia a várias vezes a conta e a […]

 
Ler mais →