Tudo se perdeu
O céu brilhante se escureceu
No final tudo começa a fazer sentido
Meus arrependimentos se vão
Escolhas
Atormentadas por dúvidas
Agora não pesam em minha consciência
Engraçado, como o final pode ser belo
Temi esse momento por toda a vida
E agora, aprecio-o
estupefato
Segundos até o choque
O lapso, que me envolve, está no fim
Fecho os olhos, um sorriso tímido surge
No último instante ela aparece, bela como a morte
E então a escuridão chega, e preenche
Tudo

 

Poema de: Gabriel Dressler – https://www.facebook.com/gabrielkde.andrade?fref=ts