As 6 horas o sol se esconde

o céu queima

os pássaros fogem

as pessoas também

o dia não é mais dia

e ainda não é noite

carros lotam as ruas

Faróis são ligados

o céu escurece, ninguém percebeu

todo mundo quer estar em casa

e ninguém se importa

com mais nada.

Hipnotizados pela vontade

de chegar em casa, tomar um banho quente

comer e dormir, junto da alma que conforta

e sofre do mesmo.

Não fazer nada, já não é mais um direito

é um privilégio,

que todos querem ter.

Seus empregos matam o tempo

sugam a alma

encurtam a vida

não posso culpa-los por enlouquecerem

não posso culpa-los por não enxergar

não posso culpa-los, nem quero…

eu bebo meu vinho e escuto Hotel Califórnia

a água esquenta pro café e provavelmente

hoje eu vou escrever alguma coisa.