– Nos próximos dez anos escolherei meus passos com muito cuidado – disse ele – E então, quando estiver na posição em que pretendo estar, poderei aproveitar a vida e fazer todas as coisas das quais terei que abrir mão por enquanto.

E, quando finalmente se passaram dez anos de batalhas e traições, nosso herói tinha finalmente todo o poder que queria.

Mas agora o medo de perdê-lo e as coisas terríveis que tivera que fazer e suportar para obtê-lo haviam destruído nele qualquer capacidade de usufruir plenamente dos prazeres que estavam ao seu alcance.

Então, quase por falta do que fazer, amargo e ressentido, ele passou o resto da vida usando esse poder para tornar outras pessoas tão infelizes quanto ele, secretamente, era.

Texto de: Luiz Hasse – facebook.com/profile.php

CURTA NOSSA PÁGINA 🙂  facebook.com/pulpstoriesbr