Por Catarina – Capitulo 1   Eram quase dez horas da manhã, havia combinado um pouco depois desse horário em um café próximo ao porto. Gostava desse lugar, um ar sofisticado com vista para o lago arco íris. Casaria aqui se pudesse, mas Julian preferiu uma cerimônia no campo. Caminhava a passos curtos, relutava em […]

 
Ler mais →

– E aí, gurizada, já viram ET? – Iiiiihh… o véio tá doidão… – Não. – E comunista? – Acho que vi um disco voador pra lá. – Prendo ele, chefe? – Não, imbecil. Ele é o mais esperto de todos. É um bom garoto. – Como você sabe? – O único que conversou com […]

 
Ler mais →

Certa vez sai com uma prostituta, e ela disse que me amava. Foi a declaração de amor mais sincera que eu tive durante aquelas duas horas que meu dinheiro poderia pagar. Nunca fui um homem de amores improfundos. Sempre procurei a significância em qualquer momento e qualquer corpo que minhas mãos tocassem. Não vejo sinceridade […]

 
Ler mais →