Na cidade de São Francisco, na câmara de vereadores, transcorria uma sessão ordinária cuja votação destinava-se a decidir o nome de uma rua recém inaugurada da cidade. Quinze vereadores estavam decidindo entre Rua Deus te Guarde ou Rua do Socorro (ninguém se deu ao trabalho de perguntar o por que tais nomes foram trazidos à […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…s/filha-do-vereador-4 CAPITULO V – ÚLTIMO Do lado de fora da casa estavam o vereador Teobaldo e sua esposa Marta, pais de Antônia, a sequestrada; o inspetor Miro e mais três policiais; e Giancarlo o jovem italiano do topete. Enquanto que dentro da casa os três bandidos Jeronimo do Opalão, Gaspar e […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…s/filha-do-vereador-3 CAPITULO IV Miro estacionou a Caravan branca e preta da polícia em frente à casa de Rufino, que agora estava vazia. Tanto Antônia, como seus captores – e o próprio cachorro – haviam desaparecido. Na cidade ao perguntar sobre o paradeiro da moça, testemunhas afirmaram que a viram ser posta […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…s/filha-do-vereador-2 CAPITULO III Uma Caravan branca e preta da polícia estava estacionada na porta da casa do agora desesperado vereador Teobaldo. Sua filha havia sido sequestrada já fazia cerca de 24 horas. La dentro o próprio vereador conversava com o inspetor da polícia, o Miro. Era um sujeito magrinho, de bigode, […]

 
Ler mais →

Link do capítulo anterior – pulpstories.com.br/…tos/filha-do-vereador CAPITULO II Antônia não conseguia enxergar nada e estava desconfortavelmente alocada no porta-malas de um carro, um dos pequenos. Uma Brasília, Variante talvez, pelo barulho do motor batedeira. Estava com um capuz na cabeça e com as mãos amarradas. Depois de um tempo rodando por uma estrada de chão esburacada, […]

 
Ler mais →